Mahavidya Yoga

Yoga e Treinamento Autógeno 2a parte
Flávia Venturoli Miranda
21/02/2011

ORIENTAÇÃO GERAL PARA
TODAS ETAPAS DA PRÁTICA DOTREINAMENTO AUTÓGENO

 

Para as práticas bilaterais, é preferível que se inicie pelo lado dominante.  Ex: O destro, começa pelo braço direito.

 

PREPARAÇÃO

  1. Postura confortável e estável. Poderá ser deitado ou sentado em uma cadeira ou poltrona.
  2. Fechar as pálpebras sem pressionar os olhos.
  3. Ficar imóvel durante toda a prática.
  4. Permanecer receptivo e tranquilo, sem criticas, nem julgamentos.
  5. Manter-se concentrado e seguir as conduções sem dormir.
  6. Fazer 3 respirações profundas e lentas, em seguida deixar a respiração normal e tranquila

VIVÊNCIA PRINCIPAL

Seguir as etapas do Treinamento Autógeno Básico e Avançado, veja descrição detalhada em postagens futuras.

 

T.A. Básico

  1. sensação de peso corporal
  2. sensação de calor corporal
  3. sensação de batimentos cardíacos
  4. vivência da respiração
  5. sensação de calor abdominal
  6. sensação da testa fria

T.A. Avançado

  1. vivência da cor própria
  2. visualização de cores indicadas
  3. visualização de objetos concretos
  4. visualização de objetos abstratos
  5. vivência do sentimento próprio
  6. visualização de uma determinada pessoa
  7. perguntas ao inconsciente e suas resposta simbólicas

 

REGRESSO

  1. Manter os olhos fechados
  2. Fechar as palmas das mãos e flexionar rapidamente o braço por 3 vezes, até que as mãos alcance os ombros.
  3. Respirar profundamente
  4. Abrir os olhos.

 

Caso opte por usar o T.A. como um exercício de autoconhecimento, sugiro que tão logo acabe cada prática, faça um registro das vivências e experiências que ocorreram durante o relaxamento. Anotar imediatamente após a prática é importante pois ao regressar do relaxamento conteúdos simbólicos da mente ou somatórios do corpo podem ser liberados, contudo se perdem rapidamente. Em postagem futura colocarei uma sugestão de relatório para sua prática.

 

Nota: Caso o praticante sofra de anormalidade em algum órgão, esse deverá ser o último a ser trabalhado na sequência que segue o T.A. básico. Ex: O praticante com problema cardíaco deve deixar para trabalhar o sistema cardíaco-vascular por último.

 

Veja também

1ª parte do Yoga e Treinamento Autógeno

3ª parte do Yoga e Treinamento Autógeno - Relatório

4ª parte do Yoga e Treinamento Autógeno - Sensação de Peso Corporal

5ª parte do Yoga e Treinamento Autógeno - Sensação de Calor Corporal

6ª parte do Yoga e Treinamento Autógeno - Sensação de Batimentos Cardiácos

 

Bibliografia

SCHULTZ, J. H. O Treinamento Autógeno. São Paulo: Editora Mestre Jou, 1ª ed. brasileira, 1967

HOSSRI, Cesário Morey. Treinamento Autógeno e Equilíbrio Psicotônico. São Paulo: Editora Mestre Jou, 2ª ed. 1970

Rua Dona Leopoldina, 239
próximo ao metrô Alto do Ipiranga

Profa Flavia   11 98430-8509